Curtindo a vibe, mas sem exagerar no volume

08/12/2014

destaque_som_maior

Escutar música de uma forma mais íntima é algo que, se levarmos em conta que os alto-falantes e aparelhos de som existem há muitos anos, só ganhou força realmente depois dos anos 70. Na década de 80, por exemplo vimos o walkman ganhar força entre os jovens mais descolados; depois, nos anos 90, o formato era outro, e os discmans tiveram uma aceitação bem mais rápida. Já na década de 2000 pra frente, presenciamos a revolução da música digital em conjunto com o lançamento do iPod e demais players de música que vieram seguindo a tendência.

Atualmente, o raro se tornou não ver alguém usando fones de ouvido na rua, no metrô e demais espaços públicos. Colocar o fone de ouvido se tornou um certo ato de “isolamento acústico” e distanciamento da poluição sonora que tanto nos estressa. No entanto, como toda tecnologia, existem lados bons e ruins, e o lado ruim vem com o uso contínuo e incorreto destes aparelhos. Usar fones de ouvido no volume máximo e em períodos contínuos pode se tornar prejudicial. Para o otorrinolaringologista Salomão Caruí “quando a medida de som – o decibel – vai além dos 80 é hora de começar a ficar alerta”. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Otologia – SBO,  cerca de 35% da população brasileira perde a audição devido à exposição a volumes intensos de som.

Portanto, antes de colocar o fone e relaxar ouvindo suas bandas e músicas preferidas, o importante é não abusar do volume e da exposição por longas horas ao som. O indicado, segundo os médicos, é deixar o volume sempre na metade ou pouco mais da metade do volume que o aparelho pode oferecer. Desse jeito, você não prejudica nem sua audição, nem compromete a qualidade do seu fone. De qualquer forma, se você achar que pode estar sofrendo de perda sonora, o melhor sempre é procurar ajuda especializada.

Categorias

Vídeos

Ver Todos

Revista

Ver Todos

Revista Som Maior - Ano 3 - Edição 8.

Destaques da Edição.
  • Rolling Stones: A banda de rock que já comemorou Bodas de Ouro com seu público.
  • Casa Cor: Home Digital faz sala em homenagem ao cineasta Cacá Diegues na primera edição do evento em Alagoas.
  • Perfil: Conheça o americano Dave Nauber, Presidente da Classé, que tem como hobbies a boa música e velejar.

Arquivos

Tags

high_end som_maior som streaming B&W Tidal Meridian spotify Apple Sim2 DAC qualidade áudio nad m17 Classé hifi hi-fi Estúdio Music